Técnicas

O objetivo do tratamento para a obesidade é a redução da gordura corporal por meio de adequação da dieta e aumento do exercício físico. Porém em alguns casos esta abordagem não é suficiente.

O protocolo de tratamento é separado em quatro etapas:

  • Na primeira etapa é feita uma consulta de avaliação com o Cirurgião Bariátrico onde é avaliada a sua indicação de melhor tratamento e feita a solicitação de exames pré-operatórios;
  • Na segunda etapa é realizado o agendamento das avaliações com outros profissionais especializados, dentre eles endocrinologista, cardiologista, nutricionista, psicólogo, enfermeiro e fisioterapeuta. Durante esta etapa o paciente frequenta ainda as reuniões de pré-operatório e o curso preparatório para a Cirurgia Bariátrica;
  • Na terceira etapa o paciente retorna a clínica para uma consulta com o cirurgião para o agendamento do procedimento e o registro de consentimento para a intervenção;
  • A quarta e última etapa é o pós operatório aonde o paciente faz o seu acompanhamento com a equipe médica e com a Equipe Multidisciplinar em um formato inovador. Psicólogos, nutricionistas e preparadores físicos atendem os pacientes em grupos com atividades variadas dentro e fora da Clinica. Este formato de acompanhamento pós cirurgico complementa o tratamento médico e tem sido o grande diferencial para os nossos resultados.

Desabsortiva

A desabsorção é definida como a incapacidade de absorver integralmente as calorias e nutrientes contidos nos alimentos ingeridos. As técnicas que utilizam este princípio promovem o emagrecimento através da desabsorção maciça promovida pelo desvio amplo do trajeto do alimento no intestino delgado. Promovem emagrecimeno importante (85% do excesso de peso) e controle das co-morbidades, no entanto necessita uma suplementaçao alimentar muito dispendiosa, em função de desabsorção. Possui o efeito colateral que a gordura não absorvida provoca diarréia e gases mal-cheirosos.

Mista

A cirurgia mista utiliza dois componentes para seu funcionamento. A restrição é obtida através do grampeamento que promove a redução do estomago (daí ser chamada de gastroplastia ou gastroplastia redutora) enquanto que uma moderada desabsorção é promovida pelo desvio do alimento que desta maneira não passa pela primeira porção do intestino delgado. Nesta cirurgia não ocorre má absorção de proteínas e calorias, mas, de micronutrientes (vitaminas) o que obriga os pacientes a manterem reposição vitamínica e acompanhamento médico por toda a vida. O By-pass gástrico com Y de Roux ou gastroplastia é comprovadamente eficaz promovendo emagrecimento consistente (cerca de 80% do excesso de peso) e o controle de cerca de 86% das co-morbidades (diabetes, hipertensão, doenças do colesterol, etc) com melhoria importante da qualidade de vida.

Restritiva

A cirurgia restritiva promove o emagrecimento por reduzir a capacidade (volume) do estomago. Assim o paciente sente-se satisfeito com quantidades menores de alimento e emagrece. Existem dois tipos de cirurgia que utilizam este conceito:
Banda gástrica ajustável : utilizada no brasil desde o final dos anos 90 hoje representa  cerca de 5% dos procedimentos realizados no país. Consiste na instalação de um anel de silicone inflável ao redor do estomago que permite controlar o esvaziamento do órgão. Promove em media 45% de perda do excesso de peso.
Gastrectomia vertical (sleeve gastrectomy). Através do grampeamento e retirada de parte do estomago transforma-se o órgão em um tubo com capacidade de cerca de 100 ml. É um procedimento trazido ao nosso país há cerca de 10 anos que vem tornando-se popular por promover emagrecimento satisfatório (65% do excesso de peso) sem desvio alimentar.

Banda Gástrica

Esta técnica consiste na instalação por videolaparoscopia de um anel de silicone que diminui a capacidade do estomago para receber alimentos e que se conecta a um botão que permite a regulagem do caliber do anel. Induz o emagrecimento apenas através da restrição do volume das refeições. Como não promove qualquer grau de desabsorção oferece perda de peso menor que outras técnicas (cerca de 40% do excesso de peso) porém afeta positivamente as co-morbidades. Os melhores resultados são obtidos pelos pacientes que observam com rigor as orientações nutricionais e fazem acompanhamento com seu cirurgião para regulagem da banda. A ingesta de álcool e doces prejudicam os resultados finais.

Sleeve

Nesse procedimento, o estômago é transformado em um tubo, com capacidade de 80 a 100 mililitros (ml). Essa intervenção provoca boa perda de peso, comparável à do bypass gástrico e maior que a proporcionada pela banda gástrica ajustável.  É um procedimento relativamente novo, praticado desde o início dos anos 2000. Tem boa eficácia sobre o controle da hipertensão e de doenças dos lípides (colesterol e triglicérides).

Balão Gástrico

Na consulta inicial define-se a conduta para cada paciente de acordo com sua condição clínica. Existem pacientes obesos que não têm indicação cirúrgica e podem ser tratados com abordagem multidisciplinar (dietas, medicamentos, exercícios e psicoterapia) ou ainda utilizar o balão intragástrico.

Trata-se de um balão feito de silicone, introduzido no estomago por endoscopia e preenchido por uma solução líquida. Após ser, pode permanecer por um período de quatro a seis meses, causando sensação de saciedade mais precoce. Nos primeiro dias após a colocação do balão, o paciente pode apresentar náuseas e vômitos, sendo necessário o atendimento hospitalar para melhora do quadro.Assim como no tratamento cirúrgico é importante enfatizar que a adesão do paciente ao tratamento é que determina a sua efetividade. O balão apenas diminui o volume ingerido devido à saciedade precoce (pode-se ingerir uma grande quantidade de calorias numa pequena porção de alimentos). A sua presença associada à reeducação alimentar é que leva a um bom resultado na perda de peso reforçando a importancia do acompanhamento pela Equipe Multidisciplinar. Além disso, pode ser utilizado em “superobesos” que necessitam perder peso antes de se submeterem à cirurgia. Para maiores informações visitar o site balaoendogastrico.com.br.